23/03/2008

Arte em Serralves


Foto aqui

Percorri, atónita, a exposição "Robert Rauschenberg: Em Viagem 70-76" patente no museu da Fundação de Serralves.
E fiquei a pensar: Afinal o que é a «Arte»?!

Continuei a visita à exposição "Júlio Pomar - Cadeia da Relação", que centraliza a acção nos trabalhos de colagem, "assemblage" e no confronto entre a tela crua e a cor.
Aos poucos, fui enredando-me numa lógica dominada por uma abstracção sedutora e envolvente espelhada em sensualidade e erotismo.

3 comentários:

By myself disse...

Cenários como o que ilustras na foto, têm-me afastado de Serralves.
Decidi há tempos dedicar as manhãs de domingo (entrada gratuita :)à Fundação. Para além dos passeios pelos magestosos jardins, fui acompanhando uma após outra muitas exposições e cheguei à conclusão de que cada vez estava mais baralhada, e verifiquei que amigos meus ligados à arte, partilham da mesma dúvida.
Qual será o critério de selecção?

Durante a montagem da exposição "Anos 80", tive receio de me deter perante algumas paletes amontoadas e pensei: "podem ter servido para deslocar as obras, afinal a exposição ainda não abriu!"
A exposição abriu e as paletes lá estavam, para nós apreciarmos! Lindas...:)

Enfim...farei a minha selecção.P

P.S. Já agora, aproveito para aconselhar a exposição de Graça Morais no Palácio de Cristal.

Beijo e bom fim de semana

jg disse...

Há de facto "instalações" que valem esteticamente coisa nenhuma.
Sejam feitas pela maior sumidade na matéria.
Valha-me Deus...
Por vezes sinto-me insultado com tamanhos disparates.

PS: A música deste blogue provoca-me, invariavelmente, ataques devastadores de saudosismo!

Irene disse...

a by myself

ainda fui a tempo de evitar a exposição dos «Anos 80» aconselhada por um amigo que por lá passou e me descreveu o que viu...
Obrigada pela dica da exposição da Graça Morais, pois é uma pintora que me diz sempre, de um modo ou de outro, alguma coisa.

a jg
conheço o sentimento da tua indignação!

o «saudosismo» até é muito saudável!